Moção de repúdio

A diretoria da Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, em reunião realizada no dia 12 de abril de 2010, em sua sede, na cidade de Porto Alegre, aprovou moção de repúdio ao projeto de lei P.L.L. nº 237/09*, do vereador de Porto Alegre Bernardino Vendruscolo (PMDB) que “dispõe sobre a instalação e a retirada de obras de arte localizadas em próprios do Município de Porto Alegre e dá outras providências”.

 

 

A lei está fundamentada no artigo “A capital das Monstruosidades”, assinado pelo professor Voltaire Schilling e publicado no jornal Zero Hora de 25 de outubro de 2009. Artigo** este, que ataca artistas e o patrimônio artístico cultural da cidade, num desserviço a cultura e a arte no estado do Rio Grande do Sul.

 

A Associação Chico Lisboa defende o direito universal pela liberdade de opiniões, ideias e expressão, conceito basilar das democracias modernas, onde a censura não tem respaldo moral.

 

Desde 1938, os ideais que sempre moveram a associação são os mesmos. Sua missão é difundir a produção artística no estado do Rio Grande do Sul, a defesa dos direitos dos artistas na sociedade e a tradição de representá-los em todas as instâncias, preservando a arte em espaços públicos e privados e garantindo o direito de expressão por meio dela. Ao longo desses anos, também lutou por liberdade de expressão plena e de alcance de toda a sociedade.

 

 

 

André Venzon

Presidente da Associação Riograndense

de Artes Plásticas Francisco Lisboa

 

 

 

Leia mais sobre o assunto nos links relacionados:

 

Share on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on StumbleUponShare on Tumblr