Breve explanação sobre a obra

“A voz contigo e escondida só será ouvida quando verdadeiramente liberta.”

A sociedade atual por vezes pode ser vista como uma gaiola, que nos oprime, esmaga e contem, nos obrigando a prender a voz, não podendo existir um grito de liberdade.
Para todas as vozes que ficaram presas. Para todes que finalmente deram o grito de liberdade. A obra-figurino “A (R)Evolução do Grito de Liberdade” traz estas histórias.
O colete-gaiola representando a sociedade que nos prende.
O vestido, usado em conjunto com o colete, foi confeccionado com uma estampa criada pela autora para fazer alusão à um espectrograma, um gráfico que pode ser usado para demonstrar as ondas sonoras, onde as linhas lisas representam o silêncio da voz, e em seguida a um leve ruído (nas linhas onduladas), se tornando com o passar do tempo um grito estridente, representado na barra do vestido com tecido que brilha em tons coloridos. Em baixo do vestido a barra deixa a mostra o detalhe de uma saia de tule com as cores do arco-íris.
A altura do colete-gaiola foi pensada para terminar quando as linhas lisas “de silêncio” acabam logo fazendo as linhas onduladas (a voz que logo será ouvida) que depois se tornam linhas pontudas (o grito estridente de liberdade).
A obra-figurino foi idealizada para ser exposta pendurada na parede, como uma gaiola.

Currículo

Me chamo Mariana Ruaro, mas a maioria das pessoas me conhece pelo nome artístico  de Annie Ruaro, sou natural de Porto Alegre e tenho 35 anos.

Sou formada em design de moda, pela faculdade SENAC Porto Alegre (2018) e  Especialista em Design Cenográfico, pela UFRGS (2021). 

Num geral o foco dos meus projetos autorias são a cultura pop (em sua variedade de  ramificações), mundos pós-apocalípticos e as revoluções diárias. 

Academicamente minhas criações principais foram no meu TCC da graduação, onde  trabalhei os elementos de design dos personagens principais de Sandman (história em  quadrinhos publicada pela editora Vertigo) e os transformando numa coleção de moda. E no TCC da pós/especialização, criei um redesign do figurino da personagem Imperator  Furiosa, do filme Mad Max: Fury Road, transportando a mesma para uma gang feminina  em Tóquio, no Japão. 

Por esses estudos e trabalhos com cultura pop, em 2018, fui painelista convidada da  Comic Con RS, falando sobre a editora Vertigo e quadrinhos dos anos 90. 

Profissionalmente, como artista-figurinista, expus a instalação Apocalipse (NOW!), na  FIBRA I Bienal de Arte Têxtil Contemporânea (Plano B Espaço Cultural, 2019), a  instalação reproduzia um possível cenário de um apocalipse têxtil mostrando a  comparação entre duas peças de roupas similares mas demonstrando como, com o uso  de técnicas adequadas de modelagem, se pode evitar acumulo de resíduo têxtil. No  mesmo ano também fui figurinista da peça teatral “Guia Nada Prático para o Amor”, que  foi apresentada na sala Álvaro Moreira e no Porto Verão Alegre, em 2020.  

Nestes anos como designer, participei de alguns concursos como o Novos Designers de  Moda, do evento Erechim Moda Show (2015), onde fiquei em 5º lugar, e também fui  finalista do mesmo concurso em 2016. Nestes dois anos apresentei trabalhos temáticos  com o foco no que considero o futuro da moda: Junky styling e Zero Waste, ambas são  técnicas de modelagem que tem como base a conscientização sobre o desperdício têxtil  e o impacto da indústria da moda no meio ambiente.  

E em 2019 fui vencedora do Desafio Fashion (na categoria Acadêmicos dentro da FBV) 

Ficha técnica

Título: A (R)Evolução do Grito de Liberdade
Ano: 2021 (Releitura de uma obra criada pela própria autora em 2019) -Técnica: Costura e modelagem
Materiais: Obra-figurino: Tecidos: Chiffon, Tule, Malha Holográfica e Voil Estampado Insumos: Barbatanas de plástico, viés, rebites e ziper
Estrutura para sustentação da obra: Suporte metálico de parede para sustentação do manequim de plástico que vestirá a obra.
Linguagem: Design de moda e Artes Visuais
Dimensões: Obra-figurino (com manequim): 100cm (comprimento) X 37cm (lagura) X 32cm (profundidade)
Suporte de parede que sustenta a obra: 27cm (profundida) X 17cm (comprimento) X 16cm (largura)
Peso da obra-figurino (com manequim): 1 kg 400 g